23/04/2015 00:00:00 Empreender: Núcleo de Óticas quer regulamentar setor

Fonte: Assessoria ACIL

Os empresários do ramo de Óticas contam a partir de agora com um novo aliado para o setor – o Núcleo de Óticas, lançado nesta quinta-feira (23), na ACIL. O grupo faz parte do Programa Empreender e tem como objetivo unir empresas do mesmo segmento para que juntas possam encontrar soluções para problemas comuns.

Nesta manhã, os empresários foram recepcionados pelo diretor da ACIL Luigi Carrer Filho. “A ACIL está sempre de portas abertas para o desenvolvimento. Queremos a frutificação das ações essenciais para as atividades de todos os segmentos.”

O superintendente da ACIL, Diego Menão, lembrou que o Núcleo de Óticas já fez parte do quadro de atuação da entidade há alguns anos e, agora, retorna para dar continuidade ao plano de expansão do Programa Empreender, que também tem como parceiros o Sebrae e a Faciap. “Notamos a necessidade de desenvolver e discutir esse setor que é tão importante para a cidade e faz parte do dia a dia das pessoas. Como todo segmento, com o passar do tempo, existe a necessidade de se reinventar.”

Após a criação do Núcleo, o grupo participará de reuniões acompanhadas pela consultora Sheila Dal Ry para levantar as oportunidades e deficiências do segmento. Ao identificar os problemas, é feito um planejamento estratégico para estruturar o negócio. O objetivo é buscar caminhos que levem ao desenvolvimento e crescimento.

A consultora regional do Programa Empreender, Ana Paula Zibetti Soares, ressaltou a dificuldade de empresas, sozinhas, entenderem qual é a necessidade do seu segmento, por isso o objetivo do trabalho comum em conjunto. “A ideia é trabalhar como parceiros, independente da concorrência que existe lá fora. Com essa troca é possível superar as dificuldades com mais rapidez e precisão.”

Aliás, um dos pontos fortes do Programa Empreender é justamente trabalhar para que as empresas alcancem maior competitividade no mercado. “Podemos contribuir para elevar o desempenho organizacional e fazer com que essas empresas consigam maior lucratividade, sejam mais competitivas e elevem a sua produtividade”, pontuou Ana Paula.

O proprietário da Ótica Asahi Megane, Marcos Anami, participou do lançamento do Núcleo de Óticas e falou de algumas dificuldades que merecem ser debatidas pelo setor. “Temos um problema muito grave que é o mercado informal. É difícil existir cooperativismo porque algumas pessoas trabalham de forma irregular. E, sem moral, não chegamos a lugar nenhum. É uma grande batalha”, afirmou. Durante o encontro ficou estabelecido que ACIL e Sindi Óptica-PR irão atuar juntas para encontrar soluções que amenizem o problema no setor.

No Paraná, o Programa Empreender atua em 62 municípios. São 274 núcleos e 2.906 empresas envolvidas. A ACIL já atende mais de 500 empresas, fomentando o comércio, a indústria e a prestação de serviços em Londrina. As empresas que têm interesse em fazer parte do Núcleo de Óticas podem entrar em contato pelo telefone (43) 3374-3010. O programa é gratuito.