08/01/2015 00:00:00 Maior uso de biometria e streaming são tendências para 2015

Fonte: Folha de Londrina

A maior penetração da banda larga e a disseminação de dispositivos inteligentes irá levar a tendências há alguns anos inimagináveis, como vídeos sob demanda, casas inteligentes, cidades inteligentes, novas formas de comunicação, pagamentos via smartphone e objetos conectados. Isso é o que conclui uma pesquisa divulgada pelo ConsumerLab, área da empresa de tecnologia da comunicação Ericsson, que estuda o comportamento do usuário. 

"Isso (maior penetração da banda larga e disseminação de dispositivos móveis) muda o mundo muito rápido", diz André Gualda, analista do ConsumerLab. Nesta virada de 2014 para 2015, empresas como a Ericsson listaram tendências que deverão ser vistas ao longo do ano que se inicia. 

Uma delas é o consumo mais intenso de conteúdo sob demanda ou via streaming, libertando os telespectadores dos horários fixos da programação de TV. Segundo Gualda, se o consumo de conteúdo desta maneira já era forte, em 2015 será maior ainda. "Desde 2011 o streaming tem crescido bastante, enquanto a programação linear de TV tem caído um pouco, mas vai chegar um ponto em que ambos irão se cruzar. E o Brasil avança mais que a média global." 

Ainda segundo pesquisa da ConsumerLab, 48% dos usuários de smartphone disseram que preferem usar o celular para pagar por produtos e serviços. Para Gualda, a biometria será uma tendência ainda mais forte este ano como uma alternativa para substituir as senhas até que todas elas sejam abolidas em 2020. "Hoje já carregamos tantos cartões, temos tantas contas eletrônicas, e-mail, e não conseguimos administrar tantas senhas", comenta o analista do ConsumerLab. 

Os aplicativos que permitem medir a performance na corrida ou o batimento cardíaco também estão mudando a maneira como as pessoas buscam a qualidade de vida. De acordo com a Ericsson, donos de smartphones veem nos serviços na nuvem um grande potencial para viver vidas mais longas e saudáveis. 

Privacidade
Os escândalos envolvendo vazamento de informações e espionagem em 2014, entretanto, fez com que as pessoas passassem a se preocupar ainda mais com a divulgação de suas informações no meio digital. Por isso, a privacidade será outro assunto em destaque em 2015, prevê o analista.