23/04/2019 08:26:54 Marcelo Belinati recebe título de “Prefeito Empreendedor”

Fonte: Folha de Londrina

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, foi o vencedor da edição estadual do prêmio Prefeito Empreendedor 2019, do Sebrae, na categoria Compras Governamentais de Pequenos Negócios, com o programa Compra Londrina. A premiação aconteceu nesta segunda-feira (22), em Curitiba. O secretário da Gestão Pública, Fabio Cavazotti, é quem foi à premiação representando Belinati, que se encontra em férias. Com isso, o prefeito representará o Estado na edição nacional do prêmio, marcada para junho. 

O prêmio Prefeito Empreendedor tem o objetivo de reconhecer prefeitos e administradores regionais que implantaram projetos com resultados comprovados com foco no desenvolvimento dos pequenos negócios do município. “É um reconhecimento às gestões públicas que realmente praticam políticas públicas que apoiam o micro e pequenos empreendedores”, explica Sérgio Ozório, consultor do Sebrae. 

Segundo ele, o prêmio leva em consideração o impacto econômico e social que as políticas públicas  inscritas exercem sobre os micro e pequenos negócios. Com o programa Compra Londrina, o prefeito de Londrina concorria com outros três finalistas na premiação: Cascavel, Andirá e Terra Roxa. “O reconhecimento mostra que foi acertada a política de incentivar os micro e pequenos de participarem das licitações, aumentar o percentual de empresas que passaram a ganhar as licitações e fazer gerar mais empregos e riquezas para o município”, completa o consultor.

Regulamentado pelo Decreto Municipal 753/2017, o Compra Londrina visa incentivar e capacitar as empresas da cidade para aumentar a participação nos processos de compras públicas. O programa é gerido por meio de parceria entre a Prefeitura de Londrina, o Sebrae, a Acil e o Observatório de Gestão Pública de Londrina.

De acordo com dados da Secretaria de Gestão Pública, em 2018, as empresas londrinenses ganharam R$ 79 milhões em licitações devido ao Compra Londrina. Isso representa cerca de 40% dos contratos da prefeitura, que totalizou R$ 197 milhões no ano passado. Antes do programa, apenas R$ 30 milhões ficavam com as empresas locais (16%). A cada mês, três novas empresas da cidade passam a participar dos contratos da prefeitura. Recentemente, UEL (Universidade Estadual de Londrina), CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização), Câmara de Vereadores e Sercomtel também passaram a participar do programa. 

O prefeito Marcelo Belinati declarou, em nota, que o prêmio prova que “o melhor prefeito é aquele que trabalha junto com a forças da cidade”. “O Compra Londrina nasceu de uma parceria da ACIL com Sebrae e Observatório de Gestão Pública, e por trazer entidades tão fortes, decidi abraçar o projeto e fazer o Compra decolar. A meta, além da transparência total, é movimentar a economia da cidade, principalmente fortalecer os pequenos empresários.” Segundo o prefeito, a objetivo é que mais de 90% das compras da prefeitura sejam feitas de empresas locais.

Para Fabio Cavazotti, secretário de Gestão Pública, o prêmio é um reconhecimento da relevância dada pelo prefeito ao programa Compra Londrina, agregando ideias que já existiam na cidade e dando a importância merecida a elas. “O reconhecimento é uma dose de energia muito grande, um combustível para continuarmos com esse trabalho”, continuou.

Roger Trigueiros, presidente do Observatório de Gestão Pública de Londrina, observa que o prêmio é um reconhecimento a um projeto que foi pensado e desenvolvido em parceria com várias entidades. “Num curto período, aumentou a participação (das empresas londrinenses) de 16% para 40% nos resultados da licitação. O recurso fica em Londrina, capacita os empresários, cria credibilidade. Os resultados estão vindo e mais virão.”

Analista de negócios da Acil, Valéria Furlan Sitta, considera que o Compra Londrina é um programa cidadão com poder de mudar o município, resultante do fato de a prefeitura e entidades acreditarem na cidade. “É uma oportunidade para empresários como empreendedores e cidadãos. Quando eles entendem que terão mais segurança e apoio do município nas licitações, conseguem enxergar diferente e crescer.”