18/06/2015 00:00:00 Conclusão das obras da PR-445 deve ocorrer em dezembro

Fonte: Bonde com Assessoria de Imprensa

Com três novas frentes de trabalho, obras de duplicação da PR-445 que estão em andamento devem ficar prontas em dezembro. Serviços de drenagem, terraplenagem, pavimentação e concretagem estão sendo feitos. A prioridade do DER-PR é liberar os pontos de cruzamentos que ligam o município e a rodovia, concluindo os viadutos e liberando as ruas e alças de acesso. 

"Os serviços estão concentrados nas interseções para que elas sejam liberadas mais rapidamente. A intenção é que com mais frentes de trabalho acelere o processo de duplicação", afirmou o superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), José Ferreira Heidgger, que estima a conclusão para dezembro. 

Uma equipe está atuando no cruzamento da PR-445 com a Avenida Waldemar Spranger, importante via de ligação da cidade. Os operários estão trabalhando na conclusão do viaduto, executando escavação, aterrando o acesso e fazendo a concretagem dos muros de sustentação do viaduto. 

Outra frente de trabalho está iniciando a pavimentação do viaduto da Avenida Dez de Dezembro com a rodovia. As equipes já concluíram os aterros, que permitirão o acesso ao viaduto, agora estão preparando o solo, com base e sub-base para depois colocar o asfalto novo. 

Uma nova frente está atuando no trecho da rodovia, que vai em direção à saída sul de Londrina. Máquinas estão fazendo a terraplenagem no final do lote dois e também no três. 
Cerca de 45% do cronograma das obras dos lotes dois e três já foram executados. Os serviços que devem ser feitos são terraplenagens das vias marginais, pavimentações, finalização dos viadutos, marginais e alças de acesso. Também será construída uma trincheira no cruzamento da Rua Guilherme de Almeida e calçadas e passarelas. 

Um trecho de 11,8 quilômetros de duplicação da PR-445 já foi liberado. Além disso, foram liberados cinco viadutos, duas trincheiras, quatro passarelas e 22 quilômetros de calçadas. O investimento total nesta obra é de mais R$ 100 milhões, incluindo os recursos feitos pela concessionária Econorte.