07/05/2020 10:55:33 Pesquisa sobre Dia das Mães revela mudança de comportamento do consumidor por Covid-19

Fonte: Assessoria ACIL

O consumidor londrinense mudou repentinamente de comportamento por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus. É o que mostra a pesquisa de avaliação de consumo para o Dia das Mães, encomendada pela ACIL à Litz Estratégia e Marketing. As entrevistas foram realizadas com 320 pessoas, por meio eletrônico, entre os dias 30 de abril e 4 de maio.

Considerada a segunda principal data comemorativa pelo comércio, atrás apenas do Natal, o Dia das Mães continua atraindo os consumidores, mas eles pretendem gastar menos. Por isso, o volume de compra também deve sofrer uma queda significativa. Além disso, muitos presentes serão comprados pela internet, o que pode direcionar o consumo para empresas que não são de Londrina.

Confira os principais resultados da pesquisa:


Intenção de compra:
74,7% pretendem comprar presente.
25,3% não pretendem comprar.

Motivos para não comprar presentes:
39,5% alegaram falta de dinheiro.
25,9% a mãe é falecida.
14,8% responderam que não estão saindo de casa devido ao coronavírus.
9,9% não comemoram a data.
Outros motivos.

Intenção de compra por segmentos:
(resposta múltipla)
47,7% roupa/vestuário.
35,1% itens de perfumaria.
25,9% calçados.
23% chocolates e alimentos.
16,7% flores.
15,9% bijuterias e acessórios.
13,4% objetos de decoração.
12,6% Relógios, joias e produtos de ótica.
9,6% eletrodomésticos.
5,9% eletrônicos.
Outros.

Valor total investido em presentes:
Média em 2020 – R$ 201,85
Média em 2019 – R$ 264,69
Média em 2018 – R$ 255,26

Valor investido por presente:
Média em 2020 – R$ 117,79
Média em 2019 – R$ 118,48
Média em 2018 – R$ 128,20

Número de pessoas presenteadas:
Média de 02 pessoas

Formas de pagamento
(resposta múltipla)
39,3% irão parcelar no cartão de crédito.
32,2% irão utilizar o cartão de débito.
31,4% irão pagar à vista no cartão de crédito.
17,6% à vista dinheiro/cheque.
2,1% crediário.

Considerando o atendimento do comércio com restrições devido à Covid-19:
62,6% já sabem como vão fazer as compras.
37,5% têm dúvidas ou não têm clareza sobre como irão comprar os presentes.

Das pessoas que ainda têm dúvidas sobre como farão suas compras:
52,6% não têm clareza da loja ou presente que irá dar.
42,1% informaram não gostar de comprar sem ir pessoalmente à loja e visualizar o produto em mãos.
15,8% informaram não saber acessar pela internet as lojas que geralmente frequenta.
3,9% nunca compraram através da internet.

Meios para a compra de presentes:
52,2% comprarão pela internet (site, aplicativo, redes sociais, MarketPlace).
39,5% comprarão em loja física.
19,1% comprarão por telefone, retirando na loja física ou por delivery.
17,8% comprarão via whatsapp.
7% devem receber vendedor/consultor em casa

Locais para comemoração do Dia das Mães:
74,1% irão comemorar na residência.
25% não pretendem comemorar.
0,9% Fora da residência (restaurantes, pizzarias etc)

Na residência, pretendem utilizar o serviço delivery:
78,5% não.
21,5% sim.

Fora da residência, valores que pretendem gastar:
Média 2020: R$ 160,00
Média 2019: R$ 151,27
Média 2018: R$ 140,13

O que os consumidores pensam sobre o funcionamento do comércio:
55% são a favor do funcionamento do comércio, porém com restrição de horários e controle do fluxo de entrada nas lojas.
26,6% são a favor do isolamento total, com fechamento do comércio, ao menos por enquanto.
18,4% são a favor do funcionamento total do comércio, apenas com medidas mais brandas de cuidado, como uso da máscara e álcool gel nas lojas.