26/05/2015 00:00:00 Prefeitura retoma obras do Tecnocentro em Londrina

Fonte: N.Com

Em cerimônia realizada na tarde desta sexta-feira (22), o prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, e o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Veronesi, deram início às obras que irão finalizar a construção do prédio do Tecnocentro. O espaço tem área total de 3.140 m² e funcionará como central de pesquisa, fomento e serviços de tecnologia do Parque Tecnológico Francisco Sciarra, localizado na região leste.

Para realizar as obras, o Município vai investir mais de R$ 3 milhões, sendo R$1 milhão proveniente de emenda parlamentar do deputado federal Eduardo Sciarra e R$1,7 milhão através de recursos federais indicados pelo deputado federal Alex Canziani, por meio da bancada paranaense no Congresso Nacional, da qual o deputado federal Luiz Carlos Hauly também faz parte. Outros R$ 379 mil serão investidos pela Codel. Os recursos foram liberados pela União no início do ano passado.

A previsão é de que o prédio seja concluído em oito meses pela empresa NS Engenharia e Construções LTDA-EPP. O prefeito garantiu que irá viabilizar recursos para a compra dos equipamentos necessários para estruturar o Tecnocentro, após o término da construção. "Faremos todos os esforços para entregá-lo completo, com capacidade de prover os serviços de desenvolvimento de tecnologia. Este é um dos caminhos para que Londrina possa se destacar em meio a um cenário econômico que não é dos mais favoráveis para todo mundo", afirmou.

Kireeff também reforçou que Londrina é a cidade do Paraná que mais gerou empregos no primeiro trimestre de 2015, sendo a quinta cidade do Brasil. "De janeiro a 31 de março foram criadas 1.900 empresas no município e quase duas indústrias por dia neste período, o que foi uma grata surpresa para nós. São indústrias dos mais variados perfis, principalmente do setor de vestuário", destacou.

Segundo o presidente da Codel, Bruno Veronesi, Londrina registrou, neste primeiro trimestre, crescimento de 14% na criação de empresas em relação a 2014. É o maior crescimento do Paraná, que teve média de 3,5% no mesmo período. "A conclusão do Tecnocentro dará ao parque tecnológico uma estrutura que abrigará um laboratório na área de biotecnologia e cosméticos, um auditório para cerca de 100 pessoas e uma incubadora com capacidade para cerca de 20 empresas. Atualmente existem três empresas funcionando no parque e outras oito estão em processo de instalação", disse.