01/12/2017 11:12:02 Programa A Nota Faz o Bem entrega certificados a empresas solidárias

Fonte: Assessoria ACIL

Há um ano o programa A Nota Faz o Bem, encabeçado pelo Instituto GRPcom – braço para projetos sociais da RPC, está mudando a realidade de entidades e instituições sociais de Londrina. A ação incentiva o cidadão que não coloca seu CPF na nota fiscal a doar o cupom para uma das 18 instituições que fazem parte da Rede do Terceiro Setor da cidade. As urnas estão espalhadas em diversos pontos do varejo. São parceiras da iniciativa a ACIL, atuando como ponte de acesso para levar as urnas para dentro das empresas, e a Agência B2Work, que desenvolveu o design das urnas e todos os materiais da campanha.

Na manhã desta sexta-feira, 1, o grupo que compõe A Nota Faz o Bem, formado por empresários, entidades e instituições assistenciais, se reuniu na ACIL para celebrar o primeiro ano de atuação, e entregar o certificado de Empresa Solidária às empresas que abriram suas portas para receber as urnas.

“Para a ACIL é extremamente importante ser envolvida em ações como essa, pois faz parte do DNA da entidade trabalhar em prol das empresas, do bem e do outro. Fazer essa ponte entre os empresários e plantar a semente da conscientização faz toda a diferença para nós. É um trabalho tão importante e de simples execução”, ressaltou a gerente comercial da ACIL, Claudia Pechin.

De acordo com a coordenadora regional do GRPcom, Rafaela Vieira Marinho, a união de forças da sociedade civil organizada é fundamental para fortalecer ações coletivas em prol de entidades assistenciais. “Foram muitos desafios, mas jamais podemos desistir. Cada um teve seu mérito dentro dessa ação, e que a gente possa comemorar muitos outros anos de campanha. Quando assumimos um objetivo coletivo, precisamos deixar de pensar no ‘eu’ e pensar no ‘nós’”, disse.

Algumas das 18 entidades beneficiadas pela campanha também participaram do encontro para falar sobre a experiência de receber as doações dos cupons fiscais.

Maria Júlia, do Lar dos Vovozinhos e Vovozinhas, contou que os recursos possibilitaram reestruturar o espaço de atendimento, com reformas e compra de novos equipamentos. “De um ano para cá nossa capacidade de fazer mais coisas aumentou e proporcionou melhorar a qualidade de vida das pessoas que atendemos”.

Na instituição APS Down, Idalina Marques relatou que a verba arrecadada tornou possível reeguer um muro que estava há tempos destruído. “O espaço todo cercado gera mais segurança para trabalhar e traz também mais segurança para o público que atendemos”, conta.

Joseane Dias, da Casa Acolhedora, explicou que o projeto da instituição atende cerca de 90 crianças e os recursos recebidos em 2017 possibilitaram aprimorar o trabalho e, especialmente, melhorar a alimentação das crianças. Hoje, a maioria delas tem sua principal refeição do dia na entidade.

A Legião da Boa Vontade é outra instituição assistida pela campanha. Cleber Maricato, que faz parte do centro comunitário, relatou que as doações trouxeram alegria e lazer às pessoas atendidas pelo local. “Montamos uma sala de jogos, com mesa de pimpolim, ping pong. É um momento de lazer e bem estar que nossas crianças não poderiam ter acesso em outro lugar”.

Outra beneficiada é a Associação Flávia Cristina. Segundo João Vicente, os recursos recebidos através dos cupons fiscais possibilitaram a retomada dos atendimentos neurológicos dentro da instituição, além de contribuir para os reparos do dia a dia e melhora do espaço.

Galeria de Fotos