30/10/2014 00:00:00 Selic sobe a 11,25%

Fonte: Portal Exame

A elevação da taxa Selic para 11,25% ao ano, segundo anunciou o Copom nesta quarta-feira (29), deixou a poupança ainda menos vantajosa em relação às aplicações de renda fixa mais seguras do mercado.

No novo patamar da taxa, CDBs pós-fixados, fundos DI e Letras Financeiras do Tesouro (LFT), títulos públicos negociados via Tesouro Direto, ficaram ainda mais rentáveis, já que suas remunerações são ligadas à variação da taxa.

A vantagem em relação à poupança aumentou porque enquanto esses investimentos rendem mais, conforme a Selic aumenta, a caderneta para de acompanhar a alta da taxa quando ela passa dos 8,5% ao ano.

De acordo com a nova regra da caderneta, a poupança rende 70% da taxa Selic mais a Taxa Referencial (TR, taxa próxima a zero) quando a Selic é menor ou igual a 8,5% ao ano, mas quando a taxa passa dos 8,5%, ela paga sempre 0,5% ao mês mais a TR, a mesma remuneração da regra antiga (saiba calcular a rentabilidade da poupança).

A elevação da taxa básica de juros contrariou as expectativas dos analistas consultados pela pesquisa Focus do Banco Centralque esperavam que a taxa fosse mantida aos 11% ao ano.