07/10/2014 00:00:00 Termina a greve e bancos reabrem hoje ao público

Fonte: Folha de Londrina

Os bancários de Curitiba e Londrina decidiram ontem em assembleias encerrar a greve que iniciou no dia 30 de setembro. Hoje, os bancos voltam a funcionar normalmente. Os trabalhadores tomaram a decisão de retornar às suas atividades normais depois que a Federação Nacional do Bancos (Fenaban) apresentou uma nova proposta de reajuste salarial na última sexta-feira. Depois de nove rodadas de negociação, a categoria conseguiu reajuste de 8,5% nos salários e demais verbas salariais (com aumento real de 2,02%), de 9% nos pisos (2,49% acima da inflação) e de 12,2% no vale alimentação. 

O aumento salarial ficou abaixo do pedido inicial dos trabalhadores que era 12,5% (5,4% de aumento real e 7,1% de reposição da inflação). No entanto, na avaliação do presidente do Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região, Elias Jordão, a proposta da Fenaban chegou ao limite, mas foi considerado um bom reajuste pelos trabalhadores. O ganho real é maior que o obtido após a paralisação de 2013 que durou 23 dias. No ano passado o aumento real tinha sido de 1,82% e, neste ano, foi de 2,02%. 

Ele avaliou a greve como positiva porque os bancários conseguiram um reajuste semelhante a anos anteriores, mas em um tempo menor de paralisação. A primeira rodada de negociações com a Fenaban aconteceu no dia 19 de agosto. 

A secretária geral do Sindicato dos Bancários de Londrina, Gisa Bisotto, acredita que o movimento de clientes nas agências hoje seja um pouco maior que em dias normais, mas prevê que em dois dias esteja tudo normalizado. Segundo ela, a assembleia de Londrina contou com a participação de 230 bancários e a proposta da Fenaban foi aprovada por ampla maioria (98%). 

A assembleia de Curitiba teve a presença de 800 bancários. Apenas os funcionários do Banco do Brasil não aprovaram a proposta e decidiram manter a greve. 

Também ficou definido que os dias parados terão compensação de uma hora por dia no período de 15 de outubro a 31 de outubro para quem trabalha seis horas, e de uma hora por dia no período de 15 de outubro a 7 de novembro para quem trabalha oito horas. 

Os bancários decidiram aprovar a proposta da Fenaban depois que o Comando Nacional, coordenado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), orientou os sindicatos a defenderem a aprovação do reajuste salarial. Ontem, no último dia de greve, estavam fechadas 301 agências em Curitiba e Região, sendo 228 agências na capital e 73 nos demais municípios, totalizando a adesão de 13,8 mil bancários. Em Londrina, ontem estavam fechadas 103 agências.