12/06/2017 08:00:48 Tudo o que você precisa saber sobre a ilustre aniversariante

Fonte: Revista Mercado em Foco - ACIL - Por Lúcio Flávio Moura 

“São 80 anos expandindo sua atuação, aperfeiçoando seu modelo de gestão e investindo na modernização da sua estrutura para dar o melhor suporte ao associado”.

O presidente Claudio Tedeschi se arrisca na definição do que a ACIL é ao completar 80 anos. Usar poucas palavras neste caso exige uma boa dose de ousadia e uma privilegiada capacidade de síntese, levando-se em conta que a instituição mais tradicional de Londrina tem um espectro de atuação amplo e diversificado, que pulveriza qualquer tentativa de classificá-la apenas como uma mera representante sectária dos interesses da classe empresarial.

A associação é, sobretudo, uma grande instância de pensamento e ação coletivos, um centro irradiador de ideias e soluções, voltado a todos os níveis do setor produtivo, ao colégio de instituições que congrega o que se convencionou a chamar de sociedade civil, as autoridades e aos cidadãos.

Não é por outro motivo que a ACIL desenvolveu desde o princípio da sua atuação uma natural liderança, característica que faz com que ela seja cortejada constantemente com pedidos de apoio a causas, campanhas e eventos. “Muitas vezes somos confundidos como uma antessala do poder público”, explica Tedeschi, compartilhando a mesma impressão já manifestada por outros presidentes.

Mas a ACIL também funciona como uma central da sociedade civil, com perfil articulador, que une forças quando isso é fundamental para a condução de uma iniciativa de interesse geral. Símbolo desta característica, o Núcleo de Desenvolvimento Empresarial tornou esta política de congregação permanente e sistematizada, com a participação de parceiros que semanalmente sentam à mesa para discutir problemas e solução do ambiente de negócios e de infraestrutura.

“Exercemos nossa liderança naturalmente e temos a preocupação de nos posicionarmos sobre questões políticas e econômicas que afetam diretamente o bem estar dos associados”, afirma o vice-presidente Fernando Moraes.

Questões de interesse coletivo são temas de reuniões extraordinárias, mas também são incluídas nas reuniões mensais da Diretoria Executiva, composta por 17 membros eleitos, não-remunerados e que funciona como um ministério no sistema presidencialista, com pastas que vão de Comércio Internacional a PME (Pequenas e Médias Empresas), passando por Tecnologia/Inovação e Agronegócios, além de Comércio, Indústria, Serviços, Finanças, Institucional, Produtos e Jovem Empresário. A presidente do Conselho da Mulher Empresária também é integrada às atividades da diretoria e tem direito a voto nas deliberações.

Conselhos

Se há um “ministério”, há também “parlamentos” – igualmente submetidos ao colégio eleitoral formado pelos associados – no desenho organizacional. O Conselho Deliberativo – formado por ex-presidentes e ex-integrantes da Diretoria Executiva – tem 13 cadeiras e tem a competência de supervisionar os atos da Diretoria Executiva.

Há ainda o Conselho Fiscal, com três membros, e o Conselho Fiscal Suplente, com as mesmas três cadeiras. São instâncias que analisam as finanças da entidade. O Conselho Maior, do qual fazem parte exclusivamente ex-presidentes, é um órgão de consulta que se reúne por solicitação da diretoria ou dos outros conselhos.

Gestão

Indutora de modernas práticas de gestão no ambiente empresarial através de treinamentos, cursos de capacitação, palestras e outros eventos, a ACIL está em sintonia com as modernas cartilhas que apregoa.  O time de 38 colaboradores comandado pelo superintendente Diego Menão é regido por um sistema idêntico a de uma empresa, com rigoroso controle nos processos e constante avaliação de qualidade. “Nossa missão, enquanto equipe, é gerir a instituição baseados nos princípios da excelência, como ocorre nas empresas. Todos os setores têm metas e compromissos com resultados. Acreditamos que, como uma entidade empresarial, devemos ser exemplos de gestão”, explica. De uma certa maneira, a ACIL empresa e a ACIL entidade se complementam e se fortalecem mutuamente. “Precisam funcionar como uma engrenagem”, compara o superintendente. “Para ser uma entidade forte, precisamos ser uma empresa forte”.

A gerente administrativa financeira, Elisangela Andrade, lembra quando da sua chegada à instituição em 2011, se impressionou com a abrangência das ações e com a capacidade de realização da ACIL. “Àquela época já dizíamos que a fundação deve ser forte para o prédio poder ser mais alto”. A altura, neste caso, é ter uma organização desenvolvida a partir de uma equipe de bons profissionais. “Em cada ação executada, cada meta alcançada e cada desafio lançado percebemos o comprometimento desta equipe disposta a fazer a diferença”, avalia.

Setores

A associação é dividida em seis departamentos: administração/finanças, atendimento ao empresário, centro de capacitação, comercial, comunicação e marketing. Todos eles interagem com o associado e com a comunidade. Três entidades parceiras realizam atendimento na sede da ACIL: a Agência Terra Roxa de Investimentos, a Cintec (Central de Inovação, Desenvolvimento e Negócios Tecnológicos) e o Londrina Convention Bureau.

Comercial

Dos seis departamentos, o mais robusto é o comercial, que tem a incumbência de administrar a carteira de associados e negociar os produtos e serviços da entidade. O departamento cuida com carinho de produtos e serviços desenvolvidos ao longo da história da instituição: o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), que atende através de uma parceria com o SPC Brasil (exclusivo para associados); a Certificação Digital, parceria com a Faciap; os produtos de mídia (e-mail marketing, anúncios no site e na revista Mercado em Foco) e o Fácil Imobiliário (todos com descontos para os associados), além de viabilizar parcerias estratégicas.

O SPC oferece ao empresário um sistema que auxilia no processo de avaliação e concessão de crédito. Já para os consumidores é disponibilizado consultas sobre informações cadastrais do seu nome.

“Os associados se beneficiam com a segurança que o sistema de informações oferece em cada transação. Conhecer o perfil do cliente é decisivo para as estratégias e para a saúde financeira das empresas”, lembra a gerente comercial Cláudia Pechin.

Entre os produtos do SPC, há ainda o Fácil Imobiliário, documento único que traz uma série de informações exigidas pelas imobiliárias antes de sacramentar a venda ou a locação.

Quando os interessados buscam a Certificação Digital para transações de diversas naturezas, a clientela é atendida em um ambiente exclusivo na sede.

Atendimento ao empresário

O desenvolvimento do setor produtivo está sempre na mira do trabalho da ACIL. São frentes que facilitam a rede de relacionamento, o acesso ao crédito, a melhoria transversal de segmentos específicos e a disseminação de conhecimento para as atividades cotidianas dos empreendedores.

A Área de Negócios é responsável pelos programas Bom Negócio (parceria com a UEL e com a Fomento Paraná que visa estender a longevidade dos micro e pequenos empreendimentos por meio de capacitação e de acesso a taxas subsidiadas de microcrédito) e Empreender (esforço associativista que reúne empresários de um determinado segmento ou região para melhorar o ambiente de negócios).

O Bom Negócio oferece conteúdo com consultoria em Gestão de Negócio, Gestão Comercial, Gestão Financeira, Gestão de Pessoas e Gestão Estratégica. Já passaram pela ACIL 1,3 mil empreendedores, de 20 turmas diferentes.

Já o Empreender atende 12 núcleos, com dezenas de empresários que atuam em uma gama variada de negócios que se interligam pela questão territorial ou setorial. 

Outra frente é o ponto de atendimento da Fomento Paraná, instituição financeira do governo do Estado que atua junto ao ambiente das micro e pequenas empresas através de crédito facilitado.

Por sua vez, o Departamento de Relacionamento exerce a função de ouvidoria e de aproximação entre os sócios e a entidade. Promove eventos de boas vindas, ocasião na qual apresenta os produtos e serviços que estão à disposição e faz contatos in loco ou por telefone para dirimir as dúvidas e prestar esclarecimentos junto aos associados. O departamento auxilia ainda na interlocução com as entidades parceiras.

A ACIL também está presente na Sala do Empreendedor, instalada nas dependências da Prefeitura. Dois colaboradores da associação reforçam a equipe de atendimento, dedicada aos chamados microempreendedores individuais e os que estão pesquisando as condições para aderir ao regime.

Centro de Capacitação Empresarial e de Pessoas

O principal foco do departamento é idealizar, planejar e organizar os eventos - treinamentos, palestras e workshops - promovidos quase diariamente pela instituição ao longo do ano.

Administra ainda os espaços de locação e faz a programação do calendário. A estrutura é composta pelo Auditório David Dequêch (140 lugares), o Auditório João Alfredo de Menezes (60) e outras duas salas de treinamento (50 lugares no total).

Comunicação e Marketing

A ACIL entende que o diálogo contínuo com o setor produtivo e com a comunidade jamais pode ser negligenciado e utiliza todas as ferramentas possíveis para facilitá-lo. E também entende que a sua marca deve sempre ser fortalecida e deve sempre representar com grandeza o significado dos seus valores. Por isso, historicamente, sempre desenvolveu e fomentou sua política de marketing e de comunicação como elementos indispensáveis para exercer sua natural liderança e dar transparência a todas as suas ações e posições.

A marca ACIL e todas as características cognitivas que ela carrega é protegida por uma equipe de tenazes guardiões. O time de marketing cuida da preparação de todos os eventos e campanhas realizados pela entidade, além de ficar responsável pelo formato de divulgação das ações e das decisões da instituição. As atribuições incluem abastecer as mídias sociais diariamente com as informações cotidianas da instituição, além de elaborar estratégias que constroem as pontes de relacionamento com outras instituições e com a comunidade. No ambiente interno, tem a responsabilidade de dar coesão à equipe, com intervenções que afetam positivamente o ambiente de trabalho.

A ACIL sempre optou por produzir seu próprio conteúdo e mantém esta tradição até hoje. Além da revista Mercado em Foco, o departamento de Comunicação prospecta e organiza o noticiário do site oficial e elabora as postagens dos perfis no Facebook, Instagram, Linkedln e Twitter. Semanalmente, oferece o RADAR, uma seleção de notícias preparadas exclusivamente para o associado e fica responsável em veicular a Conversa com o Presidente, uma manifestação semanal do líder da entidade. Outro importante compromisso da equipe é se dedicar ao relacionamento com os órgãos de imprensa e chamar a atenção dos jornalistas para os acontecimentos que ocorrem no âmbito da ACIL.