22/10/2018 08:54:54 Viva o Centro vivo!

Fonte: Por Caio Julio Cesaro - ACIL - Revista Mercado em Foco

No ano passado, no início da gestão, fazendo a primeira visita aos prédios administrados pela Secretaria Municipal de Cultura, percorri a região central da cidade e percebi a existência de um verdadeiro Corredor Cultural, formado por um conjunto de espaços que apresentam finalidade ou uso cultural estratégico para a memória e a economia da cidade.

A cultura é instrumento de formação cidadã e inclusão social. É geradora de emprego e renda. Vejo a Cultura como um dos eixos estratégicos de desenvolvimento social e econômico de Londrina. Entendo os equipamentos (espaços) e as atividades culturais como os principais instrumentos para a revitalização de espaços urbanos. A cultura tem o poder de transformação, capaz de deixar o Centro da cidade mais vivo, seguro e atraente.

Sem a pretensão de ser uma lista final, rapidamente apresento uma relação de mais de 20 pontos com a finalidade ou o uso cultural que formam um Corredor Cultural no Centro Histórico de Londrina (ver quadro nesta página).

No quadro estão espaços geridos por instituições reconhecidas por desempenhar um papel relevante na sociedade. A Secretaria Municipal de Cultura tem empenhado esforços para promover a conexão e a integração entre estas instituições, visando o desenvolvimento de um trabalho conjunto, para somar recursos, expertise e resultados. Cabe acrescentar que, inclusive, a Câmara Municipal de Londrina, já incluiu na pauta de suas comissões de Desenvolvimento Econômico e de Educação, Cultura e Desporto discussões sobre o Corredor Cultural.  E, o Fórum Desenvolve Londrina trabalha em 2018 com o tema da Economia Criativa.

Como a memória afetiva é componente fundamental para o cuidado e a preservação, é possível a realização de ações de cidadania que tenham como objetivo a formação de uma rede de cuidado do Centro Histórico. Interessante lembrar que o fortalecimento do centro é importante para todas as regiões da cidade, um ponto de encontro e um lugar de revisitação da própria identidade.

O trabalho de recuperar, requalificar e ressignificar seus centros históricos já foi feito por muitas cidades. Londrina, apesar de ser uma cidade muito jovem - completará 84 anos em 2018, precisa ter um plano estratégico de ação para o seu Centro Histórico. É fundamental que as instituições e o cidadão reconheçam a importância de um projeto para essa região da cidade e participem ativamente da ideia. Cabe citar o empenho da ACIL na articulação de um projeto para tornar o núcleo da área central em um setor especial da cidade.

Uma das principais diretrizes dada pelo prefeito Marcelo Belinati é que os órgãos da Administração trabalhem de modo integrado. Neste sentido, a prefeitura tem atuado e conta com uma série de projetos para a região central, entre eles, a reforma ou a restauração de prédios, como a Biblioteca Pública Municipal, o Museu de Arte de Londrina, o trecho 5 do Calçadão e praças, a sinalização viária, a iluminação pública, entre outros. Também, cabe citar os esforços da Secretaria Municipal de Cultura e da Codel para a criação de uma agenda de eventos integrada. São ações que contam com a colaboração de parceiros (instituições, órgãos públicos, conselhos, etc).

  1. Sesc Cadeião Cultural – Antiga Cadeia Pública

  2. Rua Sergipe – Primeira Rua de Comércio Popular

  3. Museu de Arte de Londrina – Antiga Rodoviária

  4. Praça Rocha Pombo

  5. Museu Histórico de Londrina Pe. Carlos Weiss – Antiga Estação Ferroviária

  6. Planetário

  7. Praça Tomi Nakagawa

  8. Calçadão – Primeira Rua exclusiva para pedestres de Londrina

  9. Praça Marechal Floriano - também conhecida como Praça da Bandeira

  10. Agência Londrina da Caixa Econômica Federal - exposição permanente do painel ''Café e Etnias'', de Poty Lazzarotto (1924-1998)

  11. Catedral Metropolitana

  12. Biblioteca Pública Municipal – Antigo Fórum

  13. Teatro Zaqueu de Melo – Antigo Fórum

  14. Bosque Municipal

  15. Igreja Metodista Central de Londrina

  16. Complexo Mãe de Deus – Colégio, Teatro, Capela Schoenstatt, Salas Históricas

  17. Sesi Cultural – Antiga Associação Médica de Londrina

  18. Cines Vila Rica e Londrina

  19. Concha Acústica

  20. Memorial do Pioneiro – Último trecho pavimentado em paralelepídedos do centro da cidade

  21. Secretaria Municipal de Cultura – Antiga Casa da Criança

  22. Biblioteca Infantil – Antiga Casa da Criança

  23. Casa de Cultura da UEL

  24. Praça Willie Davids

  25. Autolon – projetado pelo Arquiteto Villanova Artigas

  26. Teatro Ouro Verde – Antigo Cine Ouro Verde

 

Caio Julio Cesaro é doutor em Multimeios pelo Instituto de Artes da Unicamp, mestre em Comunicação e Mercado e especialista em Técnicas e Teorias da Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero. Atualmente é secretario municipal de Cultura