25/08/2017 15:46:03 Para idealizador, reforma trabalhista encerra “aventura judicial” no Brasil

Fonte : Assessoria ACIL

O juiz federal Marlos Augusto Melek, do TRT da 9ª Região, com jurisdição sobre o Paraná e atuação pessoal na 1ª Vara de Trabalho em Araucária e Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, formulador da redação e um dos maiores entusiastas com a nova legislação trabalhista, que passará a vigorar em novembro.

O magistrado foi a atração da 4ª edição do Fórum Mercado em Foco, evento promovido pela ACIL e realizado na noite de quinta-feira (24), no Auditório da Unimed Londrina. “Contaremos com uma das melhores legislações do mundo. Mas para termos os impactos que imaginamos, dependeremos de como a sociedade irá lidar com ela”, afirmou Melek, que impressionou a plateia com uma apresentação que primou pela clareza e pela vasta fundamentação teórica.

Antes do início da palestra, o presidente Claudio Tedeschi e o diretor de Tecnologia e Inovação, Marco Kumura, ressaltaram a importância de se avançar na relação entre empregados e empregadores e demonstraram otimismo com a modernização aprovada recentemente pelo Congresso

A palestra analisou, em especial, os aspectos mais polêmicos da mudança, considerada “histórica” pelo magistrado. “Plantamos uma semente de liberdade no Brasil”, afirmou, lembrando que o mercado do trabalho brasileiro mostra que a legislação atual é excludente, alimentando distorções como o grande número de trabalhadores informais (54% da força de trabalho) e o grande número de desempregados e desocupados – 37 milhões de pessoas.

“Queremos que prevaleçam três pontos nas relações entre a força de trabalho e os empregadores:  mais liberdade, mais segurança e mais simplicidade nos processos”, afirmou. “Só assim vamos acabar com a aventura judicial dos reclamantes, que faz com que surjam 11 mil novas ações trabalhistas por dia no Brasil. É uma situação absurda”, afirmou.

Galeria de Fotos